Notícias da SAE BRASIL

 
     

Sudeste tem 46 equipes inscritas na 26ª Competição Baja SAE BRASIL, que este ano traz novos desafios

Feb 20 2020

São Paulo – Cerca de 1 mil estudantes de cursos de engenharia de Norte a Sul do País participam da 26ª Competição Baja SAE BRASIL – Etapa Nacional, de 11 a 15 de março, que será realizada no Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP) em área próxima à Fatec (Faculdade de Tecnologia).

Este ano a competição tem 73 equipes inscritas de 13 Estados mais Distrito Federal, que representam 63 instituições de ensino superior com as quais os alunos têm vínculo acadêmico.

Além de projetar e construir os carros off road, os alunos são responsáveis pela organização e gerenciamento das equipes, tanto na parte técnica quanto na gestão financeira dos projetos para a viabilidade econômica dos veículos.

A Competição Baja SAE BRASIL – Etapa Nacional qualificará as três universidades que obtiverem as melhores pontuações na soma geral das provas a representar o País na competição mundial Baja SAE Illinois, promovida pela SAE International nos Estados Unidos, de 3 a 6 de junho.

Equipes - O Sudeste lidera entre as regiões brasileiras em número de inscrições na competição, com 46 equipes, de quatro Estados e 43 instituições de ensino superior: 22 de São Paulo, 13 de Minas Gerais, oito do Rio de Janeiro e três do Espírito Santo.    

Destaques - São Paulo – Campeã em 2019 da Competição Baja SAE BRASIL e da Competição Baja SAE Brasil - Regional Sudeste, a equipe EESC USP Baja, da Escola de Engenharia de São Carlos da USP, coleciona oito títulos nacionais e vem com diferenciais no carro - mudança de tamanho dos pneus e reprojeto do powertrain, além do uso de materiais alternativos para redução de massa e mais sensorização do protótipo. “Desenvolvemos modelos virtuais do protótipo de maneira mais confiável para redução de massa, com mudanças em geometrias e materiais. Além disso, reprojetamos a suspensão para um carro mais manobrável com mais facilidade na transposição de obstáculos” explica o capitão Victor Hugo Conte, 21 anos, 7º período de Engenharia Mecânica.   Vice-campeã em 2019 a equipe Poli Avia Iara, da Escola Politécnica da USP (Poli), volta este ano com um novo carro. “É a primeira competição desse protótipo que não parece em nada com os anteriores, focamos no aumento da capacidade do carro em transpor obstáculos” diz Leonardo Palamim Cardozo, 21 anos, capitão da equipe e estudante do 4º ano de Engenharia Mecânica. A equipe priorizou análises e cálculos estruturais para garantir a resistência das peças e a otimização de componentes para redução de massa.

A equipe UNICAMP Baja SAE focou o projeto atual na conformidade entre o que foi projetado e protótipo final.  O resultado foi a boa conformidade entre projeto e produto e a adoção de itens como coluna de direção ajustável, pedal de freio fabricado em nylon e sensor de pressão nos pneus, apontados como vantagens do carro por Carolina Helena Naveira, 23 anos, 7º semestre de Engenharia Mecânica, capitã da equipe. “Aplicamos novas ferramentas de gestão da equipe para acompanhar as atividades e garantir que as tarefas estão sendo realizadas, o que nos ajudou muito a conseguir fazer o que planejamos”, afirma Carolina.

Novos desafios – A 26ª Competição Baja SAE BRASIL - Etapa Nacional inclui, pela primeira vez na programação, as provas de Retomada e Super Prime. A Retomada será individual numa pista em forma de “U” e exigirá o melhor desempenho dinâmico do sistema de direção, freios e powertrain, além da habilidade do piloto. O objetivo é avaliar a capacidade de se restabelecer a máxima aceleração/velocidade do veículo depois de reduzir drasticamente em curva acentuada. A Super Prime será uma disputa entre dois carros em pista de traçado específico, exclusivo para a atividade, na qual a habilidade dos pilotos também será avaliada. De caráter eliminatório, vence e leva troféu a equipe que chegar na frente em cada etapa até o final. Participam todas as equipes cujos carros tenham sido aprovados em todos os quesitos de segurança.

Tecnologia - Outra inovação este ano é a adoção da ferramenta Smart-Insp, que dará suporte às avaliações de desempenho pela padronização na coleta de informações, com ganho de produtividade na obtenção dos resultados. Todo processo será feito eletronicamente e os resultados das provas divulgados em tempo real, na internet.

“Como é objetivo dos programas estudantis desenvolvidos pela SAE BRASIL a Competição Baja instiga os universitários ao entusiasmo na carreira de engenharia, descobre talentos, desenvolve capacidades e espírito de liderança, estimula a inovação e dá oportunidade à prática das teorias aprendidas em sala de aula”, observa Camilo Adas, presidente da SAE BRASIL 2020/2021.

O Baja SAE – Os veículos Baja SAE são protótipos de estrutura tubular em aço, monopostos, para uso fora de estrada, com quatro ou mais rodas e motor padrão de 10 HP, que devem ser capazes de transportar pilotos com até 1,90 m de altura, pesando até 109 kg.

Histórico - O projeto Baja SAE foi criado na Universidade da Carolina do Sul (EUA) e a primeira competição realizada naquele país em 1976. Lançado o Projeto Baja SAE BRASIL em 1994, no ano seguinte se realizou a primeira competição nacional, na pista Guido Caloi, bairro do Ibirapuera, em São Paulo. Em 1996 a competição foi transferida para o Autódromo de Interlagos, onde ficaria até o ano de 2002, e depois seguiu para o Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo (Piracicaba-SP), onde permaneceu até 2015. Em 2016 a competição passou para o endereço atual, em São José dos Campos (SP).

26ª Competição Baja SAE BRASIL - De 11 a 15 de março de 2020 - Parque Tecnológico de São José dos Campos - Av. Cesare Monsueto Giulio Lattes, s/n, bairro Eugenio de Melo, ao lado da Fatec.   

PROGRAMAÇÃO preliminar (sujeito a alteração)

Dia 11 (quarta-feira) – 18h - Cerimônia de abertura;

Dia 12 (quinta-feira) – 9h às 18h - Inspeções técnicas de segurança dos veículos; avaliação de projeto dinâmico e segurança dinâmica;

Dia 13 (sexta-feira) - 8h30 às 19h50 – Apresentação de projetos e verificação de segurança dinâmica;

Dia 14 (sábado) - 9h às 18h20 – Provas de Aceleração e Retomada, Tração, Manobrabilidade, Suspensão; Super Prime e Design;

Dia 15 (domingo) – 10h – Enduro; 15h30 - encerramento e premiação.


Equipes inscritas Baja SAE BRASIL - ETAPA NACIONAL 2020 

REGIÃO SUDESTE (4 Estados/ 46 equipes/ 43 instituições) 

Rio de Janeiro (8 equipes/ 6 instituições)

Forja Baja – Universidade Federal Fluminense;

Tuffão Baja SAE - Universidade Federal Fluminense;

Mud Runner  - CEFET - Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca;

Reptiles Baja PUC-Rio – Pontifícia Universidade Católica;

Caledônia Racing SAE - Instituto Politécnico do Rio de Janeiro;

Minerva Baja UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro; 

Quarter Mile Baja - Instituto Politécnico do Rio de Janeiro 

AEDBaja – Associação Educacional Dom Bosco – Faculdade de Engenharia de Resende.


São Paulo (22 equipes/ 21 instituições)

Grande São Paulo (10 equipes/9 instituições) 

Baja UFABC – Universidade Federal do ABC;

Poli Avia Iara - Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (POLI-USP);

USTJ Baja – Universidade são Judas Tadeu;

FEI Baja 1 – Centro Universitário da FEI;

Baja Mauá – Instituto Mauá de Tecnologia;

FEI Baja 2 - Centro Universitário da FEI; 

Mack Gear – Universidade Presbiteriana Mackenzie;

PAC Baja – Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho;

Fox Baja – Insper – Instituto de Ensino e Pesquisa;

Fatecnólogos -Faculdade de Tecnologia de São Paulo;

Interior (12 equipes/ 12 instituições) 

Baja Clarengex – Ação Educacional Claretiana (Rio Claro);

Turuna Baja – FATEC – São José dos Campos;

ITA Baja -Instituto Tecnológico de Aeronáutica;

Tec Ilha Baja – Universidade Estadual Paulista – Ilha Solteira; 

EEP Baja – Escola de Engenharia de Piracicaba;

Bajuta – Universidade de Taubaté; 

Piratas do Vale - Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho;

Unicamp Baja SAE – Universidade Estadual de Campinas;

Baja SAE Facamp – Faculdades de Campinas; 

Baja Mud Racing – FACENS - Faculdade de Engenharia de Sorocaba; 

Baja UFSCAR - Universidade Federal de São Carlos;

EESC USP – Escola de Engenharia de São Carlos.


Minas Gerais (13 equipes/ 13 instituições)

Baja PUC Minas – Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais;

Komiketo Baja – Universidade Federal de São João del Rei; 

Cefast Baja SAE – CEFET MG - Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais;

Rampage Baja UFJF – Universidade Federal de Juiz de Fora; 

Baja Espinhaço - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri;

Cerrado Baja – Universidade Federal de Uberlândia; 

Montain Baja – Universidade Federal de Itajubá – Itabira; 

UFV Baja Pererecas – Universidade Federal de Viçosa; 

Baja UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais; 

Zebu Baja UFTM – Universidade Federal do Triângulo Mineiro; 

Corsários Baja - Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais – Juiz de Fora; 

Buffalo Baja UFLA -Federal de Lavras Carro 74 - Camaleão Baja SAE Newton  – Instituto Cultural Newton Paiva.


Espírito Santo (3 equipes/ 3 instituições)

FAESA Baja – Centro Universitário Espírito-santense; 

Vitória Baja – Universidade Federal do Espírito Santo; 

Sama Baja - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo.


MAIS INFORMAÇÕES À IMPRENSA

Companhia de Imprensa

Maria do Socorro Diogo – msdiogo@companhiadeimprensa.com.br 

Telefone: (11) 4435-0000